Páginas

13 de jul de 2016

Na Estrada Jellicoe - Melina Marchetta

Às vezes, nós nos apaixonamos por alguns livros antes mesmo de ter a chance de lê-los. Posso dizer que foi isso que aconteceu comigo em relação à Na Estrada Jellicoe (Editora Seguinte, 296 páginas), da Melina Marchetta. Antes mesmo de receber o livro, eu já havia encontrado coisas lindas sobre ele e me apeguei à ideia de lê-lo um dia. E depois que aconteceu, posso dizer que esse livro merece sim o amor que recebe.

A história se passa em Jellicoe, uma cidadezinha na Austrália e tem como protagonista, Taylor Markham, uma adolescente que vive em um internato com mais uma centena de outros jovens, todos divididos em Casas. Taylor possui uma ligação muito emocional com a cidade, pois aos nove anos ela foi abandonada pela mãe na estrada Jellicoe e logo depois, encontrada por Hannah, uma mulher que se tornou sua tutora e uma espécie de figura materna.

Existe uma tradição na cidade que, uma vez por ano, quando os cadetes chegam ao local, eles disputam territórios com os membros das Casas Jellicoe e com os citadinos, numa espécie de guerrilha onde vale tudo, desde trapacear, até sequestrar membros do outro time. Dentro do colégio, Hannah é escolhida para ser a líder das Casas na disputa daquele ano, então ela precisa lidar com os líderes dos outros grupos e em especial com Jonah Griggs, que comanda o os cadetes e com quem Taylor tem uma história.

Acontece que, um pouco antes das disputas começarem, Hannah desaparece, deixando Taylor desnorteada e preocupada. E, em busca de respostas, a garota resolve ler um manuscrito que Hannah vem escrevendo há anos sobre cinco jovens que um dia se encontraram na estrada Jellicoe. Ao longo da leitura, Taylor vai descobrir que talvez a vida daqueles personagens não seja uma ficção e que eles podem ter alguma ligação com ela e seu misterioso abandono.



A narrativa do livro não é linear e vai intercalando-se entre o presente, contado por Taylor; e o passado, do manuscrito de Hannah; o que faz com que de início, a história seja um pouco confusa. Mas aos poucos, quando começamos a criar as ligações entre o que aconteceu com aqueles cinco jovens e a vida de Taylor, as peças da narrativa se encaixam como um quebra-cabeça, de forma extremamente harmoniosa. A estrada Jellicoe liga todos os personagens, do presente e do passado, e faz com que laços além do tempo se formem entre as pessoas que por ali passam.

Na Estrada Jellicoe é um livro sensível que vai nos guiando pelas descobertas de Taylor ao mesmo tempo que ela. Nós lemos a história que a Taylor lê, nós entendemos as conexões que ela entende, nós sentimos a solidão dela e a vontade de descobrir a verdade e o sentido de seu abandono. É um livro sobre amor, solidão, medo, superação, desapego e saudade. Um livro de jovens buscando respostas, um livro de adultos buscando redenção, um livro de pessoas que amam, perdem, cometem erros e buscam o perdão.

É na estrada Jellicoe que tragédias se transformam em segundas chances e a história de Taylor Markham começa.


Boa leitura! 



*essa resenha foi escrita para o Foforks, site para o qual eu também faço resenhas*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça uma pessoa feliz e comente esta postagem!
Saber a opinião de um leitor é muito importante pra que a gente saiba se o blog está legal ou não =)