Páginas

2 de dez de 2013

Estilhaça-me- Tahereh Mafi


Eu jurei que não ia mais ler livros em séries.
Jurei que não ia mais ler Young Adult  por uns meses.
Jurei que não ia cair nessa onda de livro-distopia.
Jurei que não ia me apaixonar por mais nenhum personagem.
Jurei, jurei, jurei... 
Quebrei todas as juras. 
Cometi o erro acerto de ler Estilhaça-me da Tahereh Mafi e agora estou aqui, olhando pra capa do livro e pensando: OHHH S#@#
Porque acabei de me apaixonar de novo por um livro. EM SÉRIE. MEREÇO? MEREÇO? Acho que sim. 


Estilhaça-me era pra ser mais um YA na minha cabeça. Peguei sem pretensão porque duas amigas do twitter me obrigaram me indicaram a leitura e eu resolvi tentar. Abri o livro, li a sinopse, passei pra primeira página e, duas horas depois, já estava tendo um ataque fangirl, subindo pelas paredes e gritando WARNER SOU SUA, ME AME, ME QUEIRA, JULIETTE DOESN'T WANT YOU BUT I DO e por aí vai. O livro é gostosamente bom, delicioso de se ler e os personagens são incríveis!!!! 

Mas qual a história de Estilhaça-me, Bréir???? Pois é, deixa eu explicar. 

Juliette é uma louca. Juliette está presa num manicômio. Juliette é uma assassina. 
Essa é Juliette, nossa protagonista. Juliette está presa numa instituição mental pois ninguém pode tocá-la. Ela é uma ameaça para a segurança pública, uma aberração e está condenada a nunca mais sair das quatro paredes de sua sala e nem ter contato com nenhum outro ser vivo. 

Mas o que Juliette fez?

Juliette matou uma pessoa apenas com o toque das suas mãos e foi internada para nunca mais ser libertada. 

Mas tudo muda quando Adam, um garoto que lhe parece muito familiar, é colocado na mesma cela que Juliette e tenta conhecê-la melhor. Ela se esquiva pois simplesmente não sabe como lidar com o garoto e com o próprio coração que ameaça sair pela boca sempre que ele fala com ela. Mas a convivência com Adam não dura muito, pois pouco tempo depois, ela é violentamente arrancada da sua prisão e levada até Warner, que é alguém que tem planos para Juliette e seu estranho "poder". 

E é aí que a história entra num ritmo mais enlouquecido. 

A Terra que conhecemos não existe mais. A fome, a guerra, as doenças e a morte destruíram quase tudo e o pouco que restou está sob poder do Restabelecimento. Tudo é controlado: comida, água, o que você faz, o que você não faz. E na área onde Juliette está presa, quem comanda é Warner, um jovem poderoso que vê em Juliette uma arma e fará de tudo para usá-la. Nesse meio tempo, a garota descobre que Adam não é nenhum louco e que ele tem muito mais segredos do que ela imagina...

A trama é maravilhosa e a escrita da Tahereh é muito diferente de tudo que já lí. Ela tem um jeito meio louco de pôr as palavras no papel, e muitas vezes, reconheci reações que eu tenho na vida real em relação a algumas coisas. Ela é uma fangirl e sabe exatamente como colocar isso no papel. Uma deusa, uma louca uma feiticeira, ela é demais. 

Agora, você tem um minuto pra ouvir a palavra de Warner? Porque eu preciso falar de Warner. 

Warner é o cara mau. Warner é cara que quer usar Juliette, É o cara que atira na cabeça das pessoas, Que chuta criancinhas, Que faz dancinha com o capeta. Warner é o próprio capiroto de tão ruim. Mas Warner é daquele tipo de malvado que a gente se apaixona e fica pensando "ah vai, não é tão ruim assim... ele só matou uma pessoa, que mal tem isso né gente, pfvr..." Porque ele é praticamente um filho de Hitler mas ama Juliette de um jeito passional, possessivo e louco que você termina as cenas dele e fica assim:  


E ainda tem Adam... Adam é um doce de batata-doce, um amor, um gostoso. Supostamente é o cara bom  em todos os sentidos que pode ajudar Juliette a escapar do Restabelecimento e tem um passado misterioso e tals e eu adorei o Adam, mas meu coração ficou pulando igual cavalo de rodeio pelo Warner... a maldade dele é tudo de bom, sem piadinha. 

Estilhaça-me foi publicado aqui no Brasil pela Novo Conceito, e já tem continuação: Liberta-me. E pra vocês verem como Warner tem o borogodó, a Tahereh publicou um conto, já  disponível na net, chamado Destrua-me, apresentado pelo ponto de vista dele, DELE, DELE DELEEEE porque até ela é apaixonada pelo seu vilão *insira aqui todos os corações possíveis* 

Então o meu veredicto sobre a série é: CORRE LER, VAI VAI VAI, APAIXONE-SE PELO WARNER E PELO ADAM E VENHA AQUI ME CONTAR!!!

agora dá licença que tô indo alí ler o conto do Warner... 



Título: Estilhaça-me (Shatter me)
Autor(a) : Tahereh Mafi
Editora: Novo Conceito
Páginas: 302


Este post é dedicado a duas fangirls que me colocaram nessa
enrascada:   e  



OK ATUALIZAÇÃO DA RESENHA. Fui ler Destroy Me, e descobri que Warner não era essa malvadeza toda não. Warner tem um passado, Warner pode amar. Warner é coração, alma e sentimentos. Warner fez meu coração sangrar. Me fez chorar. Acho que estou amando.