Páginas

12 de fev de 2013

Resenha- Branca de Neve Tem que morrer



Olá pessoas! Como estão as leituras? Aproveitando as férias da faculdade consegui me atualizar com muita coisa e trago a resenha de um dos melhores livros que lí nos últimos meses. 
Quando falo em livros, um dos meus gêneros favoritos é o romance policial, sem dúvida alguma. Adoro tramas com detetives, crimes misteriosos, FBI, serial killer e afins, então, sempre que tenho oportunidade de ler um romance deste tipo fico toda empolgada. E foi com esse entusiasmo que comecei a ler Branca de Neve tem que morrer, da escritora alemã Nele Neuhaus. Não conhecia a autora, nem o livro, mas quando peguei ele na mão, li a sinopse e vi aquela capa linda, tive a impressão que não iria me arrepender da leitura. *faz dancinha*


Branca de Neve tem que morrer nos conta a história de um crime, um acusado e um vilarejo marcado por este crime. Onze anos antes, o jovem Tobias Sartorius, morador de Altenhain, fora acusado de matar a namorada e a ex-namorada em um acesso de fúria e sumir com seus corpos. O problema é que, apesar de todas as evidências apontarem para ele, Tobias, simplesmente não se lembrava de ter cometido tal ato! De qualquer forma, ele passou dez anos na prisão pela morte de Laura e Stephanie – esta mais conhecida na época de sua morte como “Branca de neve” – e passado este tempo, voltou para a cidade para tentar reconstruir sua vida.
O problema é que ninguém na cidade o aceita de volta e ele é totalmente crucificado pelos membros do vilarejo. A única pessoa que acredita em sua inocência é a jovem Amelie, uma garçonete, muito parecida com a antiga Branca de Neve. E é neste ponto que a história começa a prender o leitor: as pessoas agem de maneira estranha, uma ossada é encontrada e o passado começa a voltar com pistas que sugerem que Tobias, talvez, não tenha mesmo matado as garotas.
Mas se não foi ele, então quem foi?


Essa pergunta deixa o leitor louco! Fazia muito tempo que eu não lia um livro com a urgência de descobrir a verdade. A vontade que eu tinha era de entrar na história e acompanhar os detetives na investigação para provar que Tobias era inocente (será?) e que outra pessoa (ou pessoas) havia matado as garotas.
Em relação à aparência, o livro é lindo, com detalhes de gotas de sangue em todas as suas 470 páginas e uma capa sombria com um corvo devorando uma maçã apodrecida. O título do livro é extremamente chamativo, pois nos faz questionar quem é a Branca de Neve e porque ela tem que morrer. Por ser um livro traduzido do alemão, talvez o leitor encontre dificuldade com os nomes dos locais e das pessoas, mas depois de alguns capítulos nos acostumamos e entendemos as relações de parentesco e amizade e inimizade entre os personagens.
O livro faz parte de uma série de seis, mas apenas Branca de Neve tem que morrer foi publicado no Brasil, pela Editora Jangada.
Recomendo muito!!!


p.S. Essa resenha foi postada originalmente no Foforks! 

2 comentários:

  1. Poxa vida, sua resenha me deu uma vontade imensa de ler o livro, adoro um mote assim, cheio de suspense e dúvidas.
    Vou anotar sua dica aqui e tentar achar esse livro para comprar.
    Amei de verdade!

    ResponderExcluir
  2. Eu não dei nada por esse livro, mas li umas resenhas bacanas e fiquei tentada a ler, agora a sua só me deixa ainda mais curiosa...vou colocar na lista ;)

    Andy_Mon Petit POison

    ResponderExcluir

Faça uma pessoa feliz e comente esta postagem!
Saber a opinião de um leitor é muito importante pra que a gente saiba se o blog está legal ou não =)