Páginas

28 de abr de 2011

Maratona de Banca 2011- Abril: Sheik


Tentação no Deserto- Susan Mallery

The Sheikh and the Virgin Princess- Julia 1230, Nova Cultural- Harlequin

Quando Zara Paxton se aventurou no distante deserto da Bahania, tudo o que ela queria era encontrar o pai que nunca conhecera. E acabou descobrindo que era filha de um poderoso monarca, que logo tratou de colocá-la sob a proteção de um guarde-costas: um musculoso e atraente sheik, que despertou desejos e fantasias desconhecidos para a inexperiente Zara... e que recusava-se
a saciar seu desejo!O impetuoso Rafe Stryker desprezava o amor duradouro e amava aventuras. Mas Zara entrou sorrateiramente no seu coração e o fez desejar, de uma maneira aredente, experimentar sua doçura...Era claro que a inocente princesa queria ser sua mulher! Mas possuí-la equivalia uma traição ao reino. Ainda assim, nem mesmo um sheik poderia aguentar tamanha tentação...

Zara Paxton é a princesa perdida bem no estilo “cresci a vida inteira sem saber quem era meu pai e, de repente, ops, ele é rei.’’ Rafe Stryker é um sheik tudo de bom, que trabalha para a família real da Bahania e de uma hora para a outra, se vê obrigado a bancar o guarda-costas da nova herdeira.

Zara é uma chata de galocha do começo ao fim. SEm sal, sem açúcar quem dirá manteiga. Seu passatempo preferido é ficar choramingando e dizendo “eu sou feia” tendo o coitado do Rafe logo atrás consolando-a e dizendo “não é não”. Ah, ela também não acha certo ter muito dinheiro. Nem roupas caras, nem nada de luxo. Porque né, ela foi criada na humildade.
Todo meu respeito para o Rafe que soube aguentar a bendita da mulher e no final ainda ficar com ela. Eu dele, dava um chute e ia atrás de outra menos choramingona.
O livro faz parte de uma série do qual eu já lí outro, (deve ter a resenha aqui, aliás), "Nas Areias do Deserto" que conta a história da irmã de Zara e filha legítima do rei, a princesa Sabra. Os dois são meia-boca, mas "Tentação no Deserto" consegue ser beeeeem mais chatinho.