Páginas

28 de jun de 2010

Maratona de Banca- Junho- Florzinha



Lições do Coração-Glenda Sands

(Home Again-Sabrina 570)

DEBBIE DECIDIU TER ESSE HOMEM A QUALQUER PREÇO!
ELE ERA PROFESSOR,MAS EM MATÉRIA DE AMOR DEBBIE TINHA MUITO A LHE ENSINAR

De repente Debbie estava outra vez frente a frente com Kenneth Blackwell,o professor de química que povoava sua imaginação na adolescência. Ele continuava durão;não mudara em nada durante os dez anos que Debbie passara em Nova York, trabalhando como atriz,na Broadway. Agora,porém,ela vinha disposta a mostrar-lhe que não era mais aquela loira bonita e burra,como Blackwell sempre fizera questão de rotulá-la. E mais:queria provar-lhe que,quando se tratava de química entre um homem e uma mulher,ninguém melhor que ela para manipulá-la.

Eu nunca leio os Florzinhas, porque na maioria das vezes eles me irritam. Principalmente os da década de 80, 90 em que, ou elas são muito dependentes e chatinhas, ou eles são muito machões e autoritários. Dificilmente sai dessa dinâmica.
Lições do Coração é quase isso. Debbie sabe o que quer e não desiste. Ken também sabe o que quer mas não tem coragem nenhuma de arriscar e pegar. No fim das contas o impasse dura até o final do livro. O desenrolar é meio infantil, e ela própria volta e meia demonstra ser bobinha ao tentar conquistar Ken.
O ritmo é rápido e ler o livro não demora mais que uma tarde, mas como todos os Florzinhas que lí até hoje, você sempre termina achando que deveria haver mais na trama.

Resumindo~ Não empolga.

27 de jun de 2010

Saida, Yamil e um pequeno deslumbramento


YAMIL ANUUM SENTOU NO MEU COLO AAAAAAAAAAAAAAAAH

*respira, toma uma água e leva em consideração o fato de que ninguém está entendendo nada*
Ok.
Ontem foi o show da minha diosa argentina, Saida. Sem palavras pra descreve-la. Quem me acompanha sabe o quanto eu sou apaixonada por ela e sua dança desde meu começo há uns quatro anos. Sempre foi um sonho poder vê-la um dia e ontem, com ela ali na minha frente, ao alcance do braço eu achei que estava dentro do meu sonho.
Saida é linda. Não só a beleza física evidente. A beleza do vídeos não se compara à beleza real, suavizada ainda mais pela gravidez. Ela dançou serena, divertida, doce. Como eu nunca tinha visto antes.... Linda por fora, toda sentimento. Quem vive dizendo que Saida possui uma expressão congelada não poderia estar mais errado, não viu o amor puro nos olhos dela quando tocava o próprio ventre, ou a satisfação estampada em sorriso quando ela agradecia as palmas e soltava seus 'gracias, gracias'. É uma daquelas coisas bonitas que a gente não esquece. Eu chorei e não me envergonho nem um pouco disso.
Então temos Yamil, o marido bailarino da diosa.
Confesso que acompanho muito pouco o trabalho dele e só o conheço mesmo pela alcunha de 'marido da Saida'. Nada mais injusto. Yamil mistura clássico, com dança do ventre, com dabke com tudo. É uma mistureba tão bem feita que todo mundo acaba gostando. Impossível não gostar! E ELE SENTOU NO MEU COLO!! =p Explicando, na hora de interagir com o público, tio Yamil desceu do palco fez gracinha e veio pra perto de mim. O resto é história. To realizada! \o/
Não sei direito o que destacar como a melhor coisa do show. Tudo foi incrível... Mas posso dizer com certeza, que ela continua sendo minha bailarina de sonhos. A Saida dos giros, do sorriso enorme, dos cabelos bailantes, da energia pura.
Uma vez diva, pra sempre diva.
Espero sinceramente, poder vê-la outra vez.


Adendo ~> Realizei um sonho. Gritei 'diosaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa' muitas vezes como eu sempre vejo nos vídeos dela!!! =D