Páginas

21 de ago de 2008

A Saga da Solista, parte 2- Quando o Certo Não é Certo

Então, no outro post eu contei sobre a busca maluca que tive de fazer por uns meses até achar uma música que combinasse comigo. De verdade, eu me apaixonei pelo baladi de uma maneira absurda. Nos primeiros dois meses eu ouvia o tempo todo, saía dançando, quase chorava. E via o tal vídeo da Maiada umas trocentas vezes ao dia.
Então tá.
Aconteceu que depois de achar a música e relaxar com isso, eu deixei de lado. Arã, pensei : bom, como é lá pra Novembro, quando for tipo Julho eu posso começar a coreografar. Certo.
Certo?
Não. Errado. Muito errado. Ferrou tudo.
Porquê?
Porque quando chegou Junho e minha professora tocou no assunto 'solo' a coisa se tornou meio...real. Sabe quando você só toma consciência quando vai mesmo acontecer? Então. E se meu solo iria realmente acontecer será que o baladi era mesmo a música certa?
Sim. Sim. Toda a dúvida e confusão sobre a música que eu tive lá no começo voltou...
E se o Baladi não fosse 'a música'? E se não ficasse legal? E se as pessoas não gostassem? E se eu não me emocionasse mais? [Deu pra perceber que eu sou a pessoa mais indecisa e insegura da Terra não deu? Sou mesmo, e logo eu fui me jogar num solo. Bah.]
Junho e Julho foram dois meses angustiantes. Pra mim que não me decidia [modifiquei quinhentas músicas, baixei mil CDs, ouvi tudo e experimentei dançar] e para as colegas de dança que todo fim de semana escutavam: 'Achei! Agora é sério sabe, ela é linda, assim total combina comigo.
Claro que no domingo seguinte eu já tinha escolhido outra.
Ah eu quase fiquei louca. Comigo mesma.
Então, depois de tanta indecisão, tantas horas de dúvida eu escolhi!
... Voltei pro Baladi de Fairuz.
Não é piada. Juro.
Todo mundo meio que quis me matar claro. Mas no final, acho que gostam de mim, porque só respiraram fundo e murmuraram um 'ai meu Deus'. =p
O negócio foi que, se eu tinha me apaixonado pelo baladi lá na primeira busca é porque era a música certa.
It's over.
E eu comecei a coreografar. Tudo muito bem, tudo indo...
...
Vai sonhando. Quando comecei a coreografar, descobri mais um 'distúrbio de Ket'. [Eu juro que se esse solo chegar em Novembro lindinho, apesar de todos os percalços, eu solto fogos!]