Páginas

14 de mai de 2008

Pra Viajar


Uma coisa boa no meio de tanta merda.
Achei um livro que me faz querer atravessar a noite.
Cavoquei os 'saldos' da Feira do Livro que está acontecendo aqui na cidade e achei Minos por R$ 10,00. Sim, juro. (Aí só pra saber, fui olhar na net e na Submarino tá R$ 50, =p adoro essas coisas). Assassinatos, um serial killer, uma detetive - adoro romance com mulher mandando na bagaça. Se estiver armada fica mais emocionante ainda - uma trama bem armada e tá feita a festa.
Não conhecia o autor, nem sabia do livro, mas olhando agora parece que a detetive Romilia Chacón (sim, uma latina, também gostei disto), já é protagonista de três livros do gênero. Neste, o segundo, ela se vê as voltas com Minos um serial Killer que age como o demônio mítico do Inferno de Dante, levando suas vítimas aos círculos do inferno e que seis anos antes assassinara de forma cruel a irmã mais velha de Romilia.
Uma coisa que eu achei interessante é que o possível par romântico de Romilia é um traficante que ela está tentando prender, o que torna a coisa complicada... E ele não é só um traficante de boca, é o manda chuva de um cartel de drogas poderossísimo. E eu que adoro uma melação, já estou imaginando como Romilia poderia ficar com ele. Não que ela queira, ou ele, but it's so cool!(Impossível não é. Quem lembra do final de Hannibal do Thomas Harris sabe do que eu falando. O livro, não o filme).
Aliás, Romilia é comparada a bem-amada de Hannibal, "Romilia Chacón é tão cativante quanto uma outra heroína do FBI, Clarice Starling. E tão vulnerável quanto."
Não sei. Clarice é diva mor de todas as policiais da ficção, não tem comparação...
Mas ainda não acabei. Quem sabe Romilia não seja tão boa quanto? Certeza só, de que Minos não será como Lecter.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça uma pessoa feliz e comente esta postagem!
Saber a opinião de um leitor é muito importante pra que a gente saiba se o blog está legal ou não =)